Fornecedor asiático de roupas para H&M e Inditex Zara é denunciado por exploração trabalhista

16/08/2023

Marcas de vestuário enfrentam dilema: Continuar comprando de Mianmar ou sair em meio a abusos trabalhistas.

Foto:  SAI AUNG MAIN/AFP via Getty Images
Foto: SAI AUNG MAIN/AFP via Getty Images

Um grupo de defesa dos direitos humanos sediado no Reino Unido identificou uma preocupante deterioração dos direitos dos trabalhadores nas fábricas de roupas de Mianmar desde o golpe militar ocorrido em fevereiro de 2021. De acordo com um relatório da Business and Human Rights Resource Centre (BHRRC), foram rastreados 156 casos de supostos abusos de trabalhadores de fevereiro de 2022 a fevereiro de 2023, em comparação com 56 casos no ano anterior. Entre as alegações mais frequentes estão redução salarial, roubo salarial, demissões injustificadas, condições de trabalho desumanas e horas extras forçadas.

O relatório revelou que o cenário dos abusos trabalhistas em Mianmar piorou significativamente desde o golpe militar, afetando negativamente os direitos e as condições dos trabalhadores em fábricas de roupas. A maioria das alegações está relacionada a redução salarial e roubo salarial, com casos também de demissões injustificadas e condições de trabalho desumanas. O rastreamento de casos é realizado através de fontes como líderes sindicais, mídia local e internacional, e a BHRRC busca verificar esses relatórios em colaboração com as marcas e por meio de entrevistas com trabalhadores.

Foto: YE AUNG THU/AFP via Getty Images
Foto: YE AUNG THU/AFP via Getty Images

Marcas como H&M e Inditex foram mencionadas no relatório, com a Inditex anunciando recentemente que cortaria os laços com fornecedores de Mianmar. A decisão de deixar de terceirizar a produção levanta preocupações sobre o impacto dessa tendência nas condições dos trabalhadores no setor de vestuário. Algumas marcas, apesar das pressões para interromper as compras de Mianmar, aumentaram o monitoramento de fornecedores através de escritórios locais, a fim de garantir melhores condições de trabalho.