Crescimento de vendas na Hermès vai contra as teorias de declínio do luxo

28/07/2023

A demanda por produtos de couro de alto padrão impulsiona a fabricante de bolsas Birkin, enquanto outros rivais enfrentam incertezas econômicas.

Foto: CFOTO/Future Publishing via Getty Images
Foto: CFOTO/Future Publishing via Getty Images

A Hermès, conhecida pela fabricação das cobiçadas bolsas Birkin, surpreendeu o mercado com um crescimento de 28% nas vendas no segundo trimestre. Esse resultado destaca a resiliência da marca em meio à desaceleração geral no mercado de luxo. Enquanto outras marcas enfrentam incertezas econômicas, a Hermès registrou um crescimento de dois dígitos em todas as regiões, impulsionada pela demanda global por seus produtos de couro de alta qualidade.

O lucro operacional recorrente no primeiro semestre atingiu € 2,96 bilhões, com as margens subindo para 44%. A força do modelo de negócios da Hermès, que envolve uma gestão cuidadosa da produção e dos estoques, foi evidente nesses resultados. A marca, que tem como alvo consumidores mais ricos, demonstrou novamente sua capacidade de resistir melhor à turbulência econômica em comparação com seus rivais.

As ações da Hermès subiram 3,3% após o anúncio dos resultados, enquanto outras empresas do setor apresentaram desempenhos mistos. A marca continua a ser impulsionada pela alta demanda por suas icônicas bolsas e pelo prestígio de sua marca, o que a coloca em uma posição vantajosa para enfrentar as incertezas no cenário de luxo global.