Grupo Natura&Co registra prejuízos líquido em mais de R$ 700 milhões no segundo trimestre de 2023

16/08/2023

Apesar de melhoria em 230 pontos na margem Ebitda, grupo relata queda milionária nos lucros e preocupa acionistas.

Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images
Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images

A empresa brasileira Natura&Co (NTCO3) divulgou seu relatório financeiro referente ao segundo trimestre de 2023, revelando resultados mistos. Embora tenha registrado um prejuízo líquido atribuível a acionistas no valor de R$ 731,9 milhões, houve uma melhora de 4,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando as perdas alcançaram R$ 766,8 milhões.

No entanto, o destaque positivo veio na forma de um Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado que apresentou um crescimento significativo de 25,8%, totalizando R$ 753,1 milhões. A margem de Ebitda também teve um avanço notável, com um aumento de 230 pontos-base, atingindo 9,7%.

A Natura explicou que essa melhora no Ebitda ajustado foi impulsionada por vários fatores, incluindo uma expansão da margem de Natura&Co Latam, uma melhora na rentabilidade da The Body Shop e um aumento na margem da Avon International em comparação ao ano passado.

A empresa também ressaltou que, apesar desses avanços, as operações descontinuadas, especialmente relacionadas à margem menor na Aesop, impactaram negativamente as perdas. No entanto, os números indicam que a Natura&Co está adotando medidas para otimizar suas operações e aumentar a rentabilidade em várias áreas de seu negócio.