MODA & SEXO

17/05/2023

Ao acessar este conteúdo para adultos você está ciente e quer continuar.

Brincadeira. Pode ficar despreocupado que o assunto não é apenas para maiores de 18 anos (como se você seguisse as regras). Apesar de ser considerado tabu entre a sociedade, falar de sexo pode ir muito além do ato. Está associado a diversos assuntos, histórias, conceitos e inspirações para diversas áreas do conhecimento.

Na moda, está cada vez mais nítido que o assunto vem se tornando inspiração para coleções, cenários e até presenças vip nos maiores eventos fashion do mundo e aqui você irá entender o motivo de tanto desejo e sedução em falar sobre. 

O tabu social

Falar sobre sexo deixou muitos estigmas e traumas em nossa sociedade. A barreira criada acerca do tema gera, apesar de em menor quantidade comparado ao passado, tabus difíceis de superar. Isso se deve a crenças e pré-conceitos desenvolvidos ao longo de anos por instituições de poder e indústrias que lucravam a partir da repressão sexual.

As estruturas de poder engessaram categorias de identidade no qual corpos, gêneros e desejos são padronizados, ou seja, nunca desviarem de um determinado valor social instituído pelas grandes instituições.

A filósofa contemporânea Judith Butler, com base nos materiais de Michel Foucalt, analisa a crítica feita pelo estudioso que define o poder entendido como prática e exercício de diversos micropoderes articulados ao Estado que impõem o certo e errado, o que deve ou não ser conversado e apresentado ao mundo. Logo, é vantajoso para muitos detentores do poder incentivar a sociedade a ideia de valores baseado em seus interesses para manter-se ao centro.

Também, por anos a indústria do entretenimento adulto investiu e concretizou a ideia do sexo banalizado por meio de representações violentas disponibilizada ao público em um mercado que firmava a manipulação psicológica e misoginia.

Veio à tona

Com a facilidade em expor opiniões e ideias por meio das redes sociais, inúmeros usuários se sentiram à vontade para conversar sobre o tema já que não precisavam estar "cara a cara" com julgamento social. Assim, passaram a buscar conhecimento sobre o assunto desde especialistas ao blogueiro que mostrava simplicidade ao falar sobre.

Presencialmente, falar sobre educação sexual em casa ou escola facilitaram o maior entendimento e liberdade em discutir temas dito antes com constrangimento. A naturalização de uma prática comum abriu caminhos para discutir acera do tema nos diversos campos da sociedade.

No mundo da moda

Em específico na moda, que representa as vontades e – muitas vezes – fantasias do nosso mundo, não foi diferente. Diversas marcas passaram a desfrutar do tema, trazendo-o para as passarelas, peças ou até mesmo convidando personalidades importantes do mundo erótico para prestigiar os espetáculos.

Estrelas do pornô desfilam para NAMILIA

Em 2020, durante a semana de moda de Nova York, a marca alemã NAMILIA apresentou sua coleção de outono intitulada "HEROTICA" em parceria com o PORNHUB, site de entretenimento adulto.

Transmitido na própria plataforma, atrizes do meio desfilaram as peças denunciando temas como misoginia no mercado de trabalho e estereótipos e difamação associado a mulheres no pornô.

"O cosmos do prazer sexual ficou restrito a algumas narrativas chatas e machistas. A maioria das mulheres foi previamente excluída da determinação da narrativa" comenta Nan Li, designer da marca, à Paper Magazine

Para conhecer a marca, acesse: www.globalnamilia.com

Camisinhas by Diesel

O designer Glenn Martens levanta o discurso sobre sexo seguro com um desfile recheado de referências a importância de se prevenir durante a relação sexual. "Viver com sucesso é saber ser sex-positive, se divertir, aproveitar a vida, ser respeitoso e seguro. Além disso, somos uma marca muito atrevida e direta" comenta o designer em entrevista à Vogue magazine.

Antes mesmo do evento presencial, os convidados foram presenteados com caixas de preservativos "Durex by Diesel", o convite para o desfile de outono/inverno 2023.

Durante o espetáculo, em meio a gemidos e uma pilha com mais de 200 caixas de preservativos "Durex by Diesel", os modelos pareciam estar envoltos em bainhas de látex, como se estivessem vestindo camisinhas fashion, malhas finas de papel que pareciam estar encharcadas de suor de tanta ação e tesão.

Para conhecer a coleção, acesse: www.vogue.com/fashion-shows/fall-2023-ready-to-wear/diesel

Na primeira fila

Engana-se quem pensa que o pornô não abre caminhos. Chloe Cherry (a Faye de Euphoria)  e a consagrada Mia Khalifa começaram suas carreiras fazendo conteúdo pornográfico, mas agora fazem parte da lista vip dos maiores desfiles de moda do mundo.

Cherry desfilou para GCDS e Blumarine;

Khalifa estava na primeira fila de quase todos os shows da semana de moda outono/inverno 2023. Além disso, participou de produções de moda com uma equipe renomada do meio (fotógrafo Marc-Henri Ngandu; estilista Jamie-Maree Shipton e o maquiador Thomas Lorenz)vestindo arquivos do designer Jean Paul Gaultier. "A moda permite que você se sinta como uma pessoa diferente, mesmo que esteja preso a rotina" relata em entrevista a Dazed Magazine.

Claro, chegar nesse posto não foi fácil. Vale lembrar que a atriz passou mais de meia década sendo desprezada nas redes por seus trabalhos em 2014 que levantou movimentos como #JusticeForMia contra a exploração trabalhista da libanesa na plataforma Pornhub.

O look de Julia Fox

A fashionista mais polêmica das redes sociais publicou, recentemente, sua produção – nada básica – para dar uma volta em LA. O look é composto por um top adornado com camisinhas enroladas, luvas de látex amarelas feitas para parecer preservativos nas mãos, além da bolsa e botas feitas no mesmo estilo da peça de cima.

Foto: Getty images
Foto: Getty images