Protestos marcam o primeiro dia de Copenhagen Fashion Week

08/08/2023

Protestos questionam abordagem ética na Moda em meio à semana de moda considerada a mais consciente do mundo. 

Foto: Matt Jelonek/Getty Images
Foto: Matt Jelonek/Getty Images

 A tão aguardada semana de moda de Copenhagen teve início no último dia 7, marcando um encontro de renomadas marcas de moda sustentável. Conhecida por ser a "fashion week" mais comprometida com a sustentabilidade no mundo, o evento se destaca por suas regulamentações rigorosas, que são seguidas à risca pelas marcas participantes, em busca de promover um mercado mais consciente e responsável.

Entretanto, apesar do enfoque em práticas ecologicamente corretas, o primeiro dia da Copenhagen Fashion Week não escapou de controvérsias. Os protestos eclodiram durante o desfile de abertura da marca A. Roege Hove, realizado no Museu de Design em Copenhagen. Manifestantes mascaradas, usando cabeças de porco artificiais e com efeitos simulados de sangue pelo corpo, bloquearam a entrada do evento de forma dramática. Desfilando sobre um tapete vermelho, eles ergueram placas com mensagens provocativas, tais como "CPHFW, largue todas as peles" e "Couro é assassinato".

Foto: Matt Jelonek/Getty Images
Foto: Matt Jelonek/Getty Images

A manifestação trouxe à tona a tensão existente entre a busca por uma moda mais sustentável e a persistente preocupação com o uso de peles e couro na indústria da moda. A abordagem teatral dos manifestantes visou chamar a atenção para os impactos ambientais e éticos dessas práticas tradicionais, mesmo dentro de um evento dedicado à moda consciente.

Conforme a Copenhagen Fashion Week continua ao longo da semana, a provocação dos protestos oferece um lembrete contundente sobre os desafios enfrentados pela indústria da moda na busca por uma abordagem mais ética e responsável em relação à produção de roupas.