SHEIN atinge lucro recorde no primeiro semestre de 2023 graças ao Brasil

31/07/2023

Crescimento nos EUA e expansão internacional impulsionam lucros da empresa de fast-fashion.

Foto:  Ore Huiying/Bloomberg via Getty Images
Foto: Ore Huiying/Bloomberg via Getty Images

A Shein, líder do e-commerce de moda com sede na China, alcançou lucros sem precedentes no primeiro semestre de 2023, impulsionada pelo sucesso em território norte-americano, segundo comunicado obtido pela CNBC. Os resultados mostram um aumento significativo em relação ao mesmo período do ano anterior, indicando uma sólida posição da marca no mercado.

Com sua estratégia de crescimento voltada para os Estados Unidos, a empresa registrou vendas no valor de US$ 22,7 bilhões em 2022 e lucros que ultrapassaram US$ 700 milhões. O alvo ambicioso é alcançar receitas de US$ 60 bilhões até 2025.

Visando um possível IPO, a Shein tem buscado se posicionar como uma plataforma online de moda e estilo de vida, aumentando a competição com grandes concorrentes como Amazon e Walmart. O lançamento de marketplaces nos EUA, Brasil e México foi um passo importante para a empresa, que agora planeja expandir esse modelo para países europeus como Alemanha, Espanha, França e Itália.

Com foco também no mercado brasileiro, a Shein triplicou o volume bruto mensal de mercadorias, alcançando quase US$ 100 milhões em vendas no país. Seu site no Brasil já conta com 6.000 vendedores terceirizados, representando mais de um terço do GMV total no país. A empresa também tem ampliado seu catálogo de produtos, incluindo eletrodomésticos e itens para o lar.

Entretanto, a empresa enfrenta desafios antes do esperado IPO, com pressões relacionadas ao uso de trabalho forçado em Xinjiang, questões ESG e violações de tarifas de importação. Essas questões têm gerado atenção e requerem abordagens estratégicas para contorná-las.

Apesar dos desafios, a Shein continua a prosperar e fortalecer sua presença global, mantendo o foco em inovação e crescimento sustentável. Com uma visão ambiciosa, a gigante do e-commerce de moda continua a se destacar como uma das empresas mais promissoras do setor.