Vendas da Puma crescem 11% no 2º trimestre, com destaque na Ásia e Europa

26/07/2023

Demanda mais forte em mercados asiáticos e europeus impulsiona o crescimento da varejista de roupas esportivas, enquanto EUA apresentam desempenho fraco. 

Foto:  Bryan Bedder/Getty Images for PUMA
Foto: Bryan Bedder/Getty Images for PUMA

As vendas da varejista alemã de roupas esportivas Puma aumentaram 11% no segundo trimestre, superando as expectativas do mercado, graças a receitas mais fortes na Ásia e Europa. Enquanto isso, as vendas nos EUA apresentaram desempenho fraco. O setor de roupas esportivas luta para reduzir estoques devido à demanda em queda na América do Norte e uma recuperação mais lenta que o esperado na China. 

A empresa está no caminho certo para cumprir metas para 2023, porém, permanece cautelosa devido à incerteza do mercado. A Puma pretende elevar sua marca com lançamentos de tênis e parcerias. Ações da empresa registram alta de 3% após o anúncio. A marca confirmou suas perspectivas para o ano todo, prevendo crescimento de receita ajustada à moeda de um dígito e lucro operacional entre € 590 milhões e € 670 milhões.

A varejista destacou o sucesso dos novos tênis Palermo e Super Team, bem como uma parceria renovada com a cantora Rihanna, cujos produtos serão lançados em setembro. A empresa está focada em normalizar os níveis de estoque e reforçar sua marca para enfrentar os desafios do mercado de roupas esportivas.